Menino e menina namoro em 12

Preconceitos estão me derrubando em um poço sem fim.

2020.08.19 00:08 ItzHaruka Preconceitos estão me derrubando em um poço sem fim.

3x tentando postar... acho que agora foi..
Oi, pessoa que está lendo esse texto agora. Eu gostaria de desabafar sobre algo.. e se voce chegar até o final, adoraria um conselho, pode ser..?
Bem.. tenho 19 anos, sou um garoto transsexual (menina que se vê como menino) e nasci em uma família de Transfobicos religiosos. Desde o começo eu sofri preconceito, independente do que fosse. Eu comecei a namorar aos 12 anos mas desde os 10 eu ja ouvia a minha própria família sendo completamente homofobica comigo, sem eu nem mesmo saber se gostava de garotos ou garotas.. me julgavam, me chamavam de coisas horríveis e diziam que era apenas brincadeira..
Tudo só piorou quando descobri que era trans e gay.. comecei meu novo namoro aos 15 anos.. ele.. por incrível que pareça, estava passando pela mesma situação que eu.. eramos duas meninas que se enxergam como garotos e sofriamos com a homofobia de nossas famílias. Uma vez, na praia, eu resolvi contar pra alguém.. e isso terminou em um adulto de 29 anos (detalhe.. eu tinha 16) tentando me beijar.. eu tentei o parar e fiquei com medo.. me encolhi no canto do carro e não movi um músculo até ele me levar para casa.
Quando cortei meu cabelo.. como as pessoas dizem "joaozinho" recebi tantos insultos... e as pessoas começaram a falar cada vez mais de mim pelas costas... me xingavam... eu.. cheguei a descobrir que meu pai nem mesmo queria que eu tivesse nascido ao ponto de ter pedido um teste de DNA para confirmar se eu era seu filho... as palavras que ele usou me quebraram de tantas formas... "ela é o lado ruim da família, não é possível que seja minha filha" (mesmo eu me assumindo como transsexual.. continuaram a me chamar na forma feminina.. e olha... isso doia...)
Eu... comecei a ser tratado que nem escravo na casa de meus pais... limpando a casa toda sozinho... pra depois as pessoas julgarem dizendo que eu "não limpei direito"..
Eu sinceramente... não consigo mais aguentar... estou a beira do meu limite de cair nesse buraco obscuro que estão me puxando... não sou religioso o que é mais um ponto negativo pra eles.... eu sou um nada..
Não tenho importância alguma... "se acontecer só enterra", eu ouvi me dizerem isso tantas vezes... quando eu tive minhas tentativas de sumir desse mundo.... eu sou tão calado.. que mal tenho coragem de dizer algo... porque sei que irei acabar mal... eu pretendo sair dessa casa... mas até eu conseguir me ajustar... eu realmente não tenho lugar pra ir....
Essa pandemia está acabando comigo.... ter que ficar o dia todo ouvindo essas coisas... me trancar no meu quarto.... eu estou aqui desabafando porque eu sinceramente não aguento mais guardar isso só pra mim.. nao da.. sabe...? Uma hora você chega no seu limite......
Se voce leu até aqui.... eu agradeço..... sinto-me importante por um momento...
submitted by ItzHaruka to desabafos [link] [comments]


2020.07.15 08:43 lilypedals_ nao sei mais o que fazer

A quarentena esta sendo ruim para todos nós, mas por causa dela eu descobri ter ansiedade, e vire mexe tenho alguns " ataques depressivos". Explicando melhor, eu sou uma pessoa que depende muito dos outros, desde a opinião, até emocionalmente. Nao que muitos saibam, mas no quinto ano principalmente ( detalhe: tenho 12 anos) todos os dias eu me sentia sozinha e isso me corroía por dentro mesmo que eu nao percebesse, eu chegava da escola todos os dia e me trancava por pelo menos meia hora chorando, ate então eu nao entendia o pq. Há alguns meses, para um projeto na escola, a gnt tinha que falar de uma coisa que aconteceu na nossa vida que primeiramente nos achávamos que era ruim, mais se tornou boa. Eu menti, eu falei dessa fase que passei no 5º ano e falei que no final eu encontrei a luz e descobri como ser a luz. Esse projeto me deixou muito mal, e dps disso eu comecei a ficar acordada ate muito tarde chorando. Há uma semana eu fui p a praia para passar o aniversário da minha vó com ela e aproveitei p ficar em um quarto sozinha. Resumindo eu fiquei acordada ate pelo menos 4 da manha todos os dia e chorava por pelo menos uma hora antes de dormir, isso por 8 dias seguidos, e algumas vezes enquanto eu estava tomando banho eu tinha um surto e começava a chorar. Um pouco depois da minha família ter voltado p casa minha irmã me ouve chorando e "reclamando" e vem me confortar. Ela eh minha irmã mais velha e faz de tudo para que eu me sinta confortável e amada. Ela descobriu sobre como eu estava em uma noite em que eu estava muito mal, eu mandei mensagem p ela pedindo socorro e que ela me ajudasse pq eu estava muito mal, oq mais me doeu foi o fato dela ter ignorado essa mensagem, por causa disso eu passei dias chorando achando que ela nao ligava p mim, isso porque de todos na minha família ela eh a q mais amo, eu nao admito isso p ngm pq tenho medo de ferir seus sentimentos mas eu me mataria por ela sem pensar duas vezes, eu estou tentando proteger ela dos nossos pais que, embora nao fazem por querer, fazem comentários extremamente maldosos, e eu realmente nao sei como dizer, mas vire e mexe eles me fazem sentir muito mal, ent eu tendo proteger ela disso. Uma das coisas que mais me machuca é quando meus pais viram p mim e falam p eu para de "puxar o saco " da minha irmã, eu estou tentando proteger ela pq me dói ainda mais pensar que ela possa sentir oq eu sinto, nessas horas eu tenho vontade de chorar ate desidratar e socar qual quer coisa que eu vejo na minha frente. Outra coisa que me irrita é quando eles deduzem coisas sobre mim, por exemplo: uma vez uma música começou a tocar e minha irmã ( foi por brincadeira mas me afetou do mesmo jeito) falou p trocar pq eu ficava louca com essa música, acontece que eu me identificava coma letra, e nesse periodo eu estou tentando nao me sentir sozinha, ent procuro coisas na qual eu possa me identificar com. Minha mãe também tem me tratado com a criança que eu costumava ser, brincando comigo e sendo muito grudenta, nao que eu nao goste da minha mãe, mas eu nao sinto a mesma coisa que eu costumava sentir, agr eu me sinto meio presa, com medo de ser julgada e magoa-la, mas enquanto isso eu tenho me aproximado muito do meu pai, ja que ele, mesmo nao percebendo, esta tentando me entender eme ajudar, procurando saber das músicas que eu gosto, me ajudando e encorajando a escolher hobbies que me façam bem, e principalmente me dando espaço, a coisa que eu mais preciso, espaço. Ele esta me respeitando e tentando melhorar, enquanto minha mae acha que nao tem nada a melhorar e acaba né sufocando. Voltando ao que eu estava falando antes, tb tem um assunto que descobri a pouco tempo e tem me torturado a um tempo ja, a minha orientação sexual, eu posso ser meio nova, mas na minha vida toda so gostei mesmo de um menino to 2º ano, e ano passado, no 6º ano eu " namorei" um menino, as aspas pq dps dele me pedir em namoro e eu aceitar, eu passei 1 hora atras de uma moita chorando por ter sido uma má ideia ( foi em um acampamento ), e por mais que eu tentasse eu nao conseguia gostar dele, antes era legal falar com ele, depois tudo ficou muito tímido e vergonhoso, por nao so parte minha já que desde o 1º dia ele ja falava que me amava, e eu nunca correspondi, eu fui uma péssima namorada, mas aquilo era novo p mim. Resumindo faz tempo que eu não realmente gosto de alguém, e agr eu acho que to gostando de uma amiga minha, mas dentro da minha cabeça tem uma discussão de eu querer atenção e de eu realmente gostar da menina, e ao mesmo tempo questionar minha orientação sexual, ja que para eu achar um garoto bonito eh muito mais raro do que p eu achar uma garota bonita. Graças ao dia em que minha irmã me encontrou chorando eu passei a contar tudo p ela, quando eu estou triste eu vou no quarto dela p ela me acalmar e me ajudar a entender. Ela tb é a única a qual eu contei sobre a minha talvez orientação sexual, e ela me apoia em tudo e esta sempre me encorajando a nao ter medo, mas tb esta tentando me preparar p o mundo afora, e ao mesmo tempo me confortando dizendo que se eu precisar, ela vai estar lá, e ela sempre tá.
Resumindo, eu ja falei com meus pais e eu vou fazer terapia quando a quarentena acabar. Eu ja estou um pouco melhor do que antes, mas nao 100%, eu diria que uns 45%, por ai.
•esse eh um trecho do que eu escrevi em um dos dias em que eu estava mal• ( esta em inglês pq eu me identifico melhor com a língua )
I fell like nobody understand me, even though I know I'm not the only one felling like this. I fell like the world is changing and there's no place I fit in. I already considerate having depression, anxiety, low self esteem, but at least when quarantine is over I'm going to therapy, I think it'll help me, someone that can tell me what to do, someone that now what I'm going through, that will know me as that sad kid, that sad 12 years old girl, that already though about killing herself but didn't do it because of fear, and not even for that she has the courage. It'll be someone that knows me as I truly am, because I'm tired, I'm tired that everyone that sees me or ignore me or see me as the happy kid I used to be, I'm not that girl anymore, I was stupid, stupid for thinking that I would be that happy forever, I was wrong. I cried to sleep the whole week, and now I read that the persons u think before sleeping are or the person u r in love with, or what makes u sad, the problem is that everyday I cry to sleep thinking about my family and my best friends, and that means that probably they are the reason I'm sad, but there's another problem, I'm almost sure I'm in love with my best GIRL friend, and is not a problem that is a girl, at least not at all, but that is that girl, MY BEST FRIEND, the girl that sees me just as her friend. SHE'S STRAIGHT, SHE LIKES ONE OF MY BOY FRIEND'S, and that boy is a boy and he's not me. Life is literally messing so bad with me, just because I wanted to know its like to actually like somebody, that doesn't means that the person should be my girl best friend.
I might have depression, and when quarantine is over I'll do therapy, and I started thinking a lot about something, how my friends will react when they discover this, because I won't tell then, I don't want then to think me as the poor girl who couldn't handle with life, or think that I just want attention, even though I do, I want attention, I just wanted people to notice me, I wanted my best friends to notice that I'm not good, I'm not felling okay. And I try putting this thought away from my head, but he won't leave, he's still there, I think it was better when I thought I had no friends, because at that time at least I wasn't trying to make people notice me. Now I'm always trying to make people notice me, even my friends sometimes forget I exist.
I'm not being myself for a long time now and nobody notice.
I just want to be happy
I've been trough so much, just trying to see the light.
submitted by lilypedals_ to desabafos [link] [comments]